Implante Dentário e a saúde bucal

implante dentário

Implante Dentário e a saúde bucal

Ter um sorriso perfeito, atualmente é algo bem fácil de conseguir, visto que as inovações na área da saúde permitiram que os implantes dentários melhorassem cada vez mais. Embora a aparência seja importante para a autoestima, ela deve vir acompanhada da saúde bucal, certamente estamos falando de higiene em todos os aspectos da boca. Quando esse cuidado é precário, a falta de um ou mais dentes pode acontecer. Ou seja, a presença de cárie e/ou uma doença periodontal, na gengiva, é um fator determinante que pode impossibilitar a realização da cirurgia para o implante dentário.

Cárie e periodontite e o implante dentário

A cárie e a periodontite ocorrem por má higienização, além dos maus hábitos alimentares. Isso permite que os diversos tipos de bactérias existentes em nossa boca se proliferem e produzam um tipo de “gelatina”, que as mantêm unidas, chamada placa bacteriana. Ela se instala na superfície dos dentes, não causando atrito entre o alimento, a língua e a bochecha. O acúmulo de tártaro, formado pelo excesso de placa bacteriana, pode então levar à formação de bolsas periodontais que causam a mobilidade dentária, aumentando então as hipóteses de perda do dente.

 

Os microrganismos que causam esses quadros impossibilitam o procedimento do  Implante Dentário. Portanto, a cirurgia, por ser invasiva, pode desencadear graves problemas para a saúde bucal. Inicialmente essas doenças afetam o tecido gengival e, com o tempo, podem levar a perda do ligamento periodontal, o cemento e próprio osso, causando portanto a perda natural dos dentes.

 

Além dos quadros agravantes de higiene bucal, pacientes que apresentem doenças sistêmicas, câncer, osteoporose, diabetes, hemofilia e gestantes, devem então obter um relatório médico avaliando os riscos cirúrgicos em cada caso.

 

Como detectar uma doença periodontal após o implante dentário

 

Uma gengiva saudável é rígida e possui a cor rosa, não externa possibilidade de sangramento e cobre toda a extensão da raiz do dente. Caso a gengiva apresente sangramento frequente, sem que tenha sofrido nenhuma lesão, alteração de cor, é essencial então consultar um odontologista. Normalmente a periodontite é uma doença silenciosa e portanto, seus estágios podem se camuflar até o quadro mais grave.

 

Estes são alguns sinais de alerta desta doença:

 

  • Gengiva inchada, vermelha e sensível;
  • Sangramento durante a escovação e no uso do fio dental;
  • Retração gengival que passa a impressão de dentes mais compridos;
  • Dentes com mobilidade ou espaços entre eles;
  • Pus e secreções entre os dentes e a gengiva;
  • Aftas;
  • Mau hálito persistente;
  • Pequeno movimento dos dentes ao fechar a boca;
  • Abscessos.

 

Se você deseja fazer o seu implante dentário, entre em contato conosco e agende agora mesmo o seu atendimento.

Compartilhar:
×